">

sexta-feira, 13 de maio de 2011

AMO TUDO ISSO

Teu amor
me envolve
e torna a minha vida
preto e branco
em um cenário de cores.

Agradeço a Deus por você.

M@rli Oliveir@

quinta-feira, 12 de maio de 2011

AMOR EM PRETO E BRANCO

Inesquecível...
a declaração de amor
que retrata a sua força
trazendo cor e vida
para nossa relação.

É bom te amar e ser amada por ti.

M@rli Oliveir@

terça-feira, 29 de março de 2011



"Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas...

Que já tem a forma do nosso corpo...

E esquecer os nossos caminhos

Que nos levam sempre aos mesmos lugares...


É o tempo da travessia...

E se não ousarmos fazê-la...

Teremos ficado... para sempre...

À margem de nós mesmos..."


Fernando Pessoa

segunda-feira, 7 de março de 2011

TUAS POESIAS


Traz delírio as palavras
Revelam a força da alma.
.
Rabiscos do coração
que se acomoda no papel
E revela o oculto,
Trazendo luz
a dor da alma que sangra.
.
.
Amanda

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

VOCÊ


Chegastes...
Como um raio de sol,
teu calor
tocou meu vazio
abri meu segredo
e deixei exposto
para ser aquecido.


Amanda

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

...Segredos
Guardados
Codificados...

No interior do coração
Há sentimentos
Mergulha
Invade
Fundo nele.

Silencioso escuta
Não pedes pra calar
Deixa ele falar
em meu lugar.

Amanda

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

BOM É CONFIAR EM DEUS


"Assim diz o Senhor: Maldito o homem
que confia no homem,
faz da carne mortal o seu braço
e aparta o seu coração do Senhor!"
Jeremias 17:5


Uma palavra profética
por meio do profeta Jeremias,
afirmando que é maldito,
ou melhor, que o homem
torna-se maldito
por confiar em outro homem
e faz da sua humanidade,
sua força,
e afasta o seu coração de Deus,
tornando-se auto-suficiente.


O homem é limitado, falho,
não pode inspirar confiança.

Confiar nele a sua vida,
depositando nele sua esperança,
estará fadado ao fracasso,
porque o homem não tem muito
o que oferecer, ele
só pode ir
até onde sua limitação lhe permite.

A sua própria natureza
não permite confiabilidade
e dele não se pode esperar muito.

Percebe-se também neste texto
que além de confiar no outro
o tornará maldito,
o afastar-se de Deus
o torna também.

O homem sem Deus não é ninguém.

O coração que se afasta do Senhor
torna-se auto-suficiente

dirigido pelos seus próprios caminhos
e sentimentos.

"Há caminho que ao homem parece direito,
mas ao cabo dá em caminhos de morte"
Pv 14:12
Por falta de discernimento.

"Deus é Deus sem você e você sem Deus quem é?"


Amanda

domingo, 23 de janeiro de 2011

PROTEÇÃO


Habitação no esconderijo do Altíssimo
traz descanso sobre a sua sombra
Refúgio seguro
Fortaleza constante.

Pelo vale da sombra da morte
podes até passar
mas a proteção de Deus
garantida está.

Multidões podem cair ao teu lado
atingido não serás
o cajado do Todo Poderoso
proteção terás.

Sobre a tua tenda
praga nenhuma chegará
Aos seus anjos Ele dará ordem
para te guardar.



Amanda

sábado, 1 de janeiro de 2011


A Bíliba nos traz muitos milagres realizados por Jesus, quero destacar o do livro de Lucas Capítulo 5 que apresenta:

Pescadores profissionais que passaram toda uma noite pescando e nenhum peixe caíram em suas redes, mas chegou o Mestre Jesus e pediu que eles lançassem a rede e obedientemente assim fizeram e em resposta a ordem de Jesus, a pesca foi abundante.

Houve um breve questionamento, pois eles tinham acabado de chegar de uma pesca e o mar não estava para peixe, mas quem pediu para que novamente a rede fosse lançada fez toda a defirença e a obediência deles também, e nessa parceria O MILAGRE VEIO.

Tenta novamente lançar a rede em 2011, confia em Deus e o milagre acontecerá.

FELIZ 2011

Amanda

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

SOBREVIVENTES


Vestido molhado
pés descalço
nas águas douradas da tarde.

Barco de velas

no imenso mar
segue de braçadas.

As velas da nau capitânia
perdia-se em alto mar
que conduzia sem leme
à margem para não naufragar.

Agarrado
a um resto de barco
perdido
no verde e azul do mar.

Amanda

terça-feira, 23 de novembro de 2010

AS NOITES


Entre uma noite e outra
o encontro
Saudades que ficam
Saudades que vão
No corpo muita emoção.

Noites...
presença
cheiro
um peito aberto
preenchimento perfeito.

Lugar seguro
portas fechadas
tua cabeça reclinada
onde meus olhos
te assistem
te conhecem
por dentro
por fora.

Assim também tua...

Amanda

"Não sinto ventos nem brisas
mas a calmaria medra
nos horizontes do dia
Ela sempre de olhos abertos
quando estou adormecido
seu corpo me aquece
não faz diferença
se o sol não aparece"

Tácito

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

SEMENTE




Terra adubada
produz frutos
permiti colheitas benditas.

O sol que pousa
anuncia o entardecer
deixando à amostra
noite que vai chegando.
Nas campinas há festa
a lua é convidada
para a primeira dança
no verde atapetado de estrelas.

Na manhã que chega
o roçar do frio
um coração farto
uma alma leve.


Amanda

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

NO DIVÃ DE DEUS


Luz que me invade
Em um lugar tranquilo
Sou despida sem palavras
Na Tua presença.

Como um intérprete
Traduzes o meu ser
Na dor escondida
Que foi encontrada.

No desabafo
Encontro em Ti
O bálsamo de Gileade
Onde há cura.

Voltarei ao Teu Divã...
... Nele há remédio.

Amanda

Dedico aos que precisam de Deus no momento de amargura

sábado, 13 de novembro de 2010

TEMPO E ASPIRINAS


Já não sei das lutas
que passaram o meu corpo
das glândulas
da rotina
das células
do tempo nascendo
sumindo
escapando da palma da mão.

Sangue
sentimentos
neuroses
olhos humanos
o amor inevitável
é o meu tempo.
O tempo corre comigo
no espaço do dia

Dia de orgia
temporal
até que as coisas
se apascentem
e se assentem
no tempo.
O tempo e o vento
tira teias e traças.

Na boca do mundo
areia e aranhas
mata-me essa agonia
de matar o tempo.

Minhas mãos
já nem tecem e nem fiam
desfiam simplesmente
um rosário sem contas.


Paulo Tácito

terça-feira, 9 de novembro de 2010

GALHOS SECOS


Nos galhos secos de uma árvore qualquer
Onde ninguém jamais pudesse imaginar
E o Criador nosso Deus
Nos deu uma flor a brotar

Olhai, olhai, olhai.
Os lírios cresceram nos campos
E o Senhor, nosso Deus
Nos têm alimentado para nossa alegria

Para nossa alegria
Para nossa alegria


Catedral

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

PERFUME POÉTICO


No corpo do poeta
uma essência
em fórmulas de letras
combinações de fragâncias.
Transnpira gotas do seu elixir
deixando vestígios
marcas
embriagando.
Recolhi nos frascos da memória
o perfume das flores
a lembrança que se mistura
ao perfume da pele.

Simplesmente aromas...

Amanda

sábado, 30 de outubro de 2010

SIMPLESMENTE POETA


Poetas não falam
mas exalam
o perfume
da sua alma.
Sacode a poeira
das palavras
e lavra
versos em ebulição.
No versejar
acalenta
o coração.

Amanda

terça-feira, 26 de outubro de 2010

AROMA SEDUTOR


O perfume que exala
da tua pele
provocando um aroma
embriagada
sou dominada.
Vou mapiando
teu corpo
faço descobertas inusitantes
encontro um abrigo
onde o calor mantém aquecido
o coroção apaixonado.
Permito-me ser despida
para que a minha essência seja
exposta e apreciada
me entrego sem reservas.

Amanda

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

NÓS


No silêncio da noite
mergulho na imensidão
do teu braço
absorvo paz no teu regaço.
Percorro teu corpo
conheço cada detalhe
descubro emoções
confunde intenções.
Me mantém refém
nutri meu querer
deixa marcas da tua presença
antes do amanhecer.

Amanda

Te dedico...

domingo, 10 de outubro de 2010

AO MEU Paul(OETA)



Noites quentes
deito e entrego-me
na pele o verso
tua forma de amar
[A poesia torna-se vida]

O pulso bate lentamente
presa, cansada
um grito irrompe da garganta
chego perto da minha loucura.

Um sussurro
desarruma
adverte...

Fecundada estou
por seu carinho audacioso.
Toma posse
delimita
nessa geografia
que é só sua.

Estravasa e descansa
renova-te
e me encontra de novo.

Sinta!
A pele que palpita
ao ser por você fendida.

Amanda

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

LEMBRANÇAS


Imagens velozes
se fundem
confundem
se perdem.
Lembranças que não
deixará de ser
brindo com tua imagem.

Taça que se esvazia

recordação que se amontoam
e se atropelam.
O desejo acordou enfurecido
e as lembranças dos beijos
consomem.
Te encontrei agora

com a pseuda calma dos
satisfeitos,
e provocada
te direi sim...


Amanda

sábado, 25 de setembro de 2010

SILÊNCIO


Um grito ecoa
é o mesmo som antigo
celebrando os símbolos
que decifram segredos.
Quisera saber tua essência
conhecer a astúcia
e nuances que presenteias.
De hora à hora
sem sentidos

há um grande silêncio fundeado

onde os olhos mergulham
entre uma onda e outra

que levaram ao mar

e afogaram-se em águas
sem palavras.


Amanda

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

DESATINO


Quero trocar versos e desatino
permanecer contigo
fazer valer
nossos sonhos lindos.
Teus versos
revelam teu outro lado
tua sutileza
teu destino.
Vivo de sonhos
insanidade ou castigo?
Conheci todas as ausências
todas as carências
mas descobri em ti
todos os mistérios
critérios
...para me apaixonar
E levei a sério...


Amanda

domingo, 11 de julho de 2010

MOMENTOS DIÁRIOS


Pousava sobre a janela
Corriqueiramente
Que eu deixava aberta
Só pra te ver.

Horas que passam
Vislumbro coloridas paisagens
Que o sol da primavera
Exalam perfumes matutinos.

Perco o horário
Aguardando o momento mágico
De um sorriso que chega
Para mim.

Amanda

domingo, 4 de julho de 2010

A VOZ


Ecos de silêncio
Em um recato recanto
A voz que conforta
Um coração canteiro.

O silêncio me harmoniza
Vem como uma brisa cálida
Em serenas asas
e se propaga no vácuo.

Espero de você
Meu mestre
Que domestique minha dor
e me dê cuidados de amestrador.

Amanda

quarta-feira, 23 de junho de 2010

O AMOR


Quem o definiria?
Dicionário?

Só quem experimentou
É permitido entender
Esse sentimento
Por conhecer e decifrar
Todos os seus segredos
E permitir um diálogo perfeito
Por conhecer a sua linguagem.


Amanda


(Amo-te)

sexta-feira, 11 de junho de 2010

TEU OLHAR


Brilha e se arremessa
não pode ser ignorado
profano e sagrado
submerge-me...


Amanda

quinta-feira, 3 de junho de 2010

ESSÊNCIA MATINAL


Saudáveis sentidos
Que produz prazer
Fascina a alma
Preenche o corpo e mente.

Que maciez...
Roçar de pele
Frenesi sensual
Toque acariciante.

Cheiro matinal
Prazer sensitivo
Doce fragância
Amor do dia-a-dia.


Amanda

domingo, 30 de maio de 2010

A SOLIDÃO DO PASSARINHO


Livre e fora da gaiola
O belo passarinho
Prisão não consola
Vive triste tão sozinho.

Ser homem
É melhor
que passarinho?
Como transgressor

Vivo longe do ninho.

É solitário ...
Ninguém percebe, sou sofredor
Amor com paixão
Paixão com tanta dor.

Amanda

quarta-feira, 19 de maio de 2010

MORTE


Morri, vivi
sobrevivi
choro no nascimento
silêncio na morte.

Um mundo escuro
fechado
a orquestra se recolheu
chegou o fim.

De súbito
a certeza amarga
da solidão
semimorte.


Amanda

domingo, 16 de maio de 2010

FUTURO


Se houver futuro
descobrirei o fim
daquilo que o presente
não pode revelar.

O fim é o espelho
do começo alterado
onde é ignorado
o pulsar do resultado.

Necessito do futuro
onde encontrarei
TUDO...
que o presente não revelou.


Amanda

terça-feira, 11 de maio de 2010

SIMPLESMENTE VAZIO


O vazio que tenta esculpir uma idéia
e nada acha
a não ser
o veneno do silêncio.

Um vendaval que não arranca o tédio
não há corte fino de uma lâmina
sobre a escuridão
que aparece.

Nas entranhas uma loucura
um pulsar sem sentido
inquieto
cria uma crosta.

O choque do silêncio
ficará fincado
sobre o corpo inerte
preso e esquecido.


Amanda

quinta-feira, 6 de maio de 2010

INATINGÍVEL PERFEIÇÃO


Que lapso a espontaneidade
Ligado ao EU
Fantasia e verdade
Rejeição e aceitação.

Como compreender
o original
Embriagaram o ar
De uma canção perfeita.

Dicotômicas sensações
Ofusca o brilho
Remove a voz
Trai o sonho.

Gesto irracional
Enigma indecifrável
Aniquilamento terreno
Redenção espiritual.

Amanda

sexta-feira, 23 de abril de 2010

É NOITE


Uma lua nua
Provocante
Só uma imagem
Uma saudade.

Aguardo-te quieta
Subjugada pelas horas
Embriagada pela alvorada
Que me atropela.

Com a brisa chegaste
Na face da tarde
No meu rosto
Acariciaste.

Uma chegada veloz
Se fundem
Confundem
reluz.

...É noite novamente...


Amanda

terça-feira, 13 de abril de 2010

CONFRONTO NA CAMA


Deito com este corpo
Que sei não estar morto
Apenas desmaiado de prazer
Domado para não mexer.

Asma ofegante, claro!
Qualquer coisa astuta
Arte e manhas de mulher
Artimanhas de puta.

Fêmea famita, tantos zelos
Quando pintar os seus pelos
Esqueça o fio que nos deixa presos
Quero embaraçar meu poema em teu novelo.

Nada pode haver noutras artes
Noutras partes, é aceso o cio
Que me enche e afunda
Os lances largos desta bunda.

Acordo cedo
Para de novo te desejar
Insisto para ficar
Armo ardis para você demorar.

Te espero de novo
Com hálito de menta
Um banho, um renovo
Já te vejo atenta.

Vem o desmaio do prazer
E ainda, não basta a ti.
Acho que deveria
Ter te deixado ir...

Tuas fantasias, marcas, murros
Desfia em meu pavio
Esvazia o meu vazio.
Ranço grudado em cada fio...


sábado, 10 de abril de 2010

UM NOVO MOMENTO


A porta se abre
Um mundo novo surge
Olhares frenéticos
Sintonia recíproca.

Surge um clima propício
De uma conquista plena
Um ritual de carícias
Uma vida intensa.

Quero mimar-te
Por toda a sua vida
Fazer-te conhecer o pleno
sentido da essência FELICIDADE.

Ao meu grande amor...


Amanda

terça-feira, 6 de abril de 2010

FIDELIDADE


Fidelidade é o que se espera
Quando uma alma se esmera
E se mantem sincera numa vida a dois
Sem o antes e o depois .

Fidelidade, entre amantes
Como se fizera dantes
É primordial, na vida do casal .

Fidelidade, se faz abrigo
Presentes em nossas vidas
Cicatrizando as feridas
Deixadas por amor antigo .

Fidelidade, é atitude singela
Possivel, quando se quer
Partilhada entre amantes
Um homem, uma mulher .



Autora: Helena

"Dedico a você"

domingo, 4 de abril de 2010

PROVOCAÇÃO


Teu corpo provocante de desejos
Ardentemente quer o delirante afago
Me entrego intensamente ao teu mundo reluzente
De fantásticas visões erotizantes.

Sedutor me conduzes
A lugares que exalam afrodisíaco
Me acomodando em tua alcova sedutora
Requintada de amor, completamente.

No lugar secreto que conjuga as essências
Do fantástico, do erotismo, da beleza
Aplacamos nossa sede de amor.

Delirando, entrego-me à volúpia
Das carícias em teu corpo
Do teu cálido sussurro excitante.


Amanda

(Intensos momentos... )

quarta-feira, 31 de março de 2010

ESTRELA DA MANHÃ



Olhos parados
na estrela da manhã
seus raios em mim se instalam
celulas renovadas
meus lábios se calam.
*
Navio guiado pela estrela
sugere uma rota
aponta um caminho
de longe um auxílio
vem de mansinho.

Acolhida em delírio
em teus braços me firmo
presença constante
surpreendente alegria
viverei, não morrerei
[a Ele cantarei].


Amanda

segunda-feira, 29 de março de 2010

VOCÊ


Chegastes...
Como um raio de sol,
teu calor
tocou meu vazio
abri meu segredo
e deixei expostos
se aquecendo.

Amanda

sexta-feira, 26 de março de 2010

FIM DE TARDE


Fim de tarde
sem areia
sem mar
com céu
sem azul...

Pouca luz
no fim do horizonte
o céu derrama
sua tinta
nas águas do mar...

Junto os pedaços
na praia
e forma teu nome
escrito
dentro de mim...

Espero uma luz
que vem
na mudança do dia
nos finais de tarde
tem paz...

Amanda

segunda-feira, 8 de março de 2010

LÁGRIMAS


Lágrima sútil no olhar
de quem tanto quero
faz minha alma implorar.
Se não perdoas, desespero.

Lágrima inocente comovida.
O que te faz triste assim?
Sabes que para mim és querida
e, quando sofres dói em mim.

Um beijo terno, uma palavra amena,
vai nascendo um sorriso
a tristeza sai de cena,
aos poucos recobro o juízo.

Com a volta do teu sorriso,
alegria e serenidade.
Minha certeza de paraíso
é contemplar sua felicidade.

O marzinho quase morno
no canto dos teus olhinhos,
cristalizou, virou adorno
Agora já falam de carinhos.


quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

RENASCER


Escoam as areias do tempo!
Do horizonte longínquo
espero surgir o sol.
Que de viagem traz consigo
segredos e vida.
Embriões de tempos novos
alheios à tempos ídos.
Auroras recentes
ocasos esquecidos.
Primavera em flor
sementes vivas
substitutas de flores mortas
vida transmigando
por corpos vários.


Amanda

sábado, 13 de fevereiro de 2010

METADE DE MIM

Sou parte do todo
e és parte de mim
necessidade suprida
tudo enfim...

Amanda

domingo, 7 de fevereiro de 2010

TEMPO E ASPIRINAS


Já não sei das lutas
que passaram o meu corpo
das glândulas
da rotina
das células
do tempo nascendo
sumindo
escapando da palma da mão.

Sangue
sentimentos
neuroses
olhos humanos
o amor inevitável
é o meu tempo.
O tempo corre comigo
no espaço do dia

Dia de orgia
temporal
até que as coisas
se apascentem
e se assentem
no tempo.
O tempo e o vento
tira teias e traças.

Na boca do mundo
areia e aranhas
mata-me essa agonia
de matar o tempo.

Minhas mãos
já nem tecem e nem fiam
desfiam simplesmente
um rosário sem contas.


Paulo Tácito

quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

UMA BELA MELODIA


Ouvir
uma melodia
que alivia a alma
e faz resnascer.

Que produza esperança
sangue novo
voz suave
um rio de águas quente
[e cristalina].

Bom de ouvir
de sentir
de refletir
de apaudir.

Melodia esperada...


Amanda

terça-feira, 26 de janeiro de 2010

A ESPERA


Uma estrada longa
espinhos
flores
desertos
carinhos.
Larga
estreita
cinzenta
com cores.
Desafios
pouca força
bravuras
solidão
multidão.
Sementes brotadas
numa terra
antes seca
agora fértil.
Árvore frondosa
frutos benditos
tempo de colheita
amor pra ser vivido.

(Dedico ao meu grande amor)


Amanda